quarta-feira, setembro 14, 2011

O "eu" e o "meu"


Ver as coisas como elas são, sem adicionar o "eu" e o "meu".

Isto é particular útil nos momentos de contracção emocional ou sofrimento.

É notável o que acontece quando se passa do "eu sofro" para o "existe sofrimento".

Quando não nos sentimos bem está lá o "eu" que não se sente bem. É uma sensação, está lá. E é um alívio quando se percebe isso. É um alívio imenso quando se muda para "existe sofrimento".

Onde está o "eu"? A sensação está lá? Isto chega a ser divertido...


1 comentário:

luisd disse...

Podemos ler milhares de livros. Se não experimentarmos nada, não servem de nada.